segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Lá vamos nós... de novo!


Esse negócio de participar de festival é coisa de maluco. A gente sobe no palco, toca uma ou duas músicas pra um monte de gente te avaliando e torce pra eles gostarem mais de você que dos outros. Depois de duas participações em eventos desses, lá nos idos de 2007, eu achei que a gente não ia mais se prestar a esse papel, afinal de contas, fomos esperando ganhar e sobramos nas duas finais.

Chega 2010 e me inventam de inscrever a Quarteto no Bahia de Todos os Rocks. Ficamos em primeiro lugar no voto popular e, ainda assim, quase não entramos em nenhuma das categorias. O resultado, quem conhece a banda já tá cansado de saber. Entramos como suplente na categoria iBahia Garage Band, ganhamos e tocamos no Festival de Verão 2011. Loucura total!

Aí eu penso: "Tá bom. Agora chega dessas ondas". Chega? Que nada!

Fevereiro de 2011. "Vei, tem que inscrever a banda no Grito Rock aí, pra ver se toca fora". Lá vamos nós! De novo! Inscreve em um monte de cidade pra ver se rola pelo menos uma. Rolaram 5! E fomos nós, fazer barulho em Camaçari, Conquista, Feira, Aracaju e Salvador. Loucura total (parte 2)!

Quando eu penso que não, vem o Yamaha Brazilian Beat:

- Que é isso?
- É um festival aí, da Yamaha. Vai rolar Frejat, Derico, Edu Falaschi e uma galera de jurado. A final é em São Paulo e quem ganhar vai tocar na Coreia do Sul.
- Hein? Coreia do Sul tem rima, rapaz!"

Adivinha o que aconteceu? Nos inscrevemos e, pra nossa surpresa, fomos selecionados pra a eliminatória de Salvador. Não parou aí: ganhamos!

Resultado: no próximo sábado (3 de setembro), vamos à São Paulo, pra representar a Bahia na final do Yamaha Brazilian Beat. Somos a banda certa pra isso? Não sei, mas estaremos lá com essa missão e vamos fazer da melhor forma possível.

Então é isso, essa galera! Torçam aí pra a gente porque o bicho tá pegando! Ansiedade comendo no centro, mas muita felicidade por ter a oportunidade de mostrar o nosso trabalho pra pessoas importantes da música brasileira; além de grandes influências, como Frejat e os caras do Angra.

Segunda a gente tá de volta e terça tocamos no Festival de Primavera de Morro de São Paulo. Tomara que possamos fazer desse show uma comemoração, pra a gente e pra o rock baiano.

Aquele abraço!

Beto Calasans

Confiram, nesse link, como foi a nossa participação na eliminatória soteropolitana:
http://www.youtube.com/watch?v=jb92LKqMHvQ

Nenhum comentário:

Postar um comentário