segunda-feira, 16 de maio de 2011

São Paulo, aqui vamos nós!


Pois é... Quem diria que um dia nós estaríamos ao lado de caras como Fernando Nunes e Derico, ou até Rafael Bittencourt e Edu Falaschi do Angra. Quem diria que um dia esses três últimos nomes selecionariam a Quarteto pra final do Yamaha Brazilian Beat lá em São Paulo.

Pois é... Cá estamos nós numa maré de sorte. Pra quem achava que tinhamos gasto toda a nossa sorte concorrendo ao Bahia de Todos os Rocks depois da desclassificação de outro artista e levando o prêmio de Ibahia Garage Band, nós acabamos de provar que não ganhamos por sorte, ganhamos por mérito, e ganhamos mais um. Pelo menos uma parte de um.

A eliminatória de Salvador contou com algumas das melhores bandas do cenário baiano. Podemos citar aqui a Acord, Radiola e Vendo 147. Mas, entre todas as super-bandas, aqueles três ícones da música consideraram, os três, a quarteto de cinco a melhor de todas. Foi unanimidade e quem discorde que vá reclamar com Derico, Edu e Rafael... hahaha.

Estamos transbordando alegria e essa energia que dá depois de um resultado desses é uma coisa que revigora a alma de um jeito e dá um gás na banda que só a gente é que sabe. Mas a gente sabe também que temos que correr atrás de um monte de documento, porque se a gente ganhar lá em São Paulo nós vamos concorrer ao Asian Beat, lá na Coréia do Sul! Imagine!

Mas... não vamos elocubrar. Vamos voltar para o assunto da vez, a eliminatória de Salvador. Foi um show incrível!!! Fomos a penúltima banda, e já entramos com a consciência de que os shows que tinha ocorrido antes do nosso tinham sido muito bons e que tinhamos que dar o melhor, e foi o que demos, mas nós não estávamos sozinhos...

Entre amigos e headbengers, que foram pra curtir o show do Bittencourt Project, vimos um monte de gente pular, cantar, gritar e jogar a mãozinha pra cima (e não era nem carnaval). Tocamos duas músicas e parecia que tínhamos tocado o repertório todo e tínhamos feito um mega-show, e, de fato, tínhamos feito, mas só viríamos a ter a certeza plena disso na hora do veredito final.

E enfim... como se não bastasse ser pré-selecionado por Tuco Marcondes e Fernando Nunes, depois termos sido selecionados para a final por Derico, Edu Falschi e Rafael Bittencourt, agora nós vamos pra São Paulo ser julgados ainda por Tico Santa Cruz e Frejat, que, por sinal, vão fazer o show de encerramento da final.

Rapaz... é muita coisa! E eu só digo uma: "Pense e dance. Bete, balance..." #DancinhaDoWilson

hahahaha.

Valeu a todo mundo que estava lá e torceu pela Quarteto, valeu a todo mundo que mandou mensagem, tweet, recado, ligação, telegrama, cartinha, e tudo mais, parabenizando ou desejando boa sorte na próxima fase. Isso é muito gratificante, e pra gente é, realmente, uma alegria enorme poder dividir isso com todo mundo, e saber que temos pessoas com quem dividir isso.

Abração,

Quarteto de Cinco




2 comentários:

  1. João Victor tah mais gay do que nunca nessa foto.

    ResponderExcluir
  2. a melhor banda. sempre foi. boa sorte em sp!

    ResponderExcluir